Pesquisa e Formação em Mídia-Educação Física

Documentos

Ordenar por : Nome | Data | Acessos [ Descendente ]

16 - MEGAEVENTOS ESPORTIVOS, MÍDIA E ESCOLA 16 - MEGAEVENTOS ESPORTIVOS, MÍDIA E ESCOLA

hot!
Adicionado em: 25/08/2016
Date modified: 25/08/2016
Tamanho: 1.02 MB
Downloads: 131

SILVA, Arthur Franco e; SCARELI, Giovana. Megaeventos Esportivos, Mídia e Escola: processos de subjetivação de um grupo de alunos do ensino médio em tempos de Copa do Mundo de futebol no Brasil. In: BRUGGEMANN, Angelo Luiz; BIANCHI, Paula; SANTOS, Silvan Menezes dos. Pesquisa e Formação em Mídia-Educação Física. Florianópolis: Tribo da Ilha, p. 187-204, 2016.

RESUMO

O Brasil sediou em 2007, os Jogos Pan-americanos, na cidade do Rio de Janeiro, dando o pontapé inicial para o que foi chamado por alguns pesquisadores e jornalistas, de “década dos megaeventos esportivos no Brasil”. Os jogos pan-americanos seriam como uma forma de propaganda, ou seja, o meio para mostrar às comissões da Federação Internacional de Futebol Associado (FIFA) e do Comitê Olímpico Internacional (COI) que o país seria capaz de sediar os seus produtos, a Copa do mundo de Futebol/2014 e os Jogos Olímpicos/2016/RJ, respectivamente. Nesse espaço de tempo o Brasil foi país-sede ainda dos Jogos Militares/2011, também no Rio de Janeiro e da Copa das Confederações/2013, evento-teste para a Copa do mundo. 

17 - O ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM EF EM UMA PERSPECTIVA SEMIÓTICA 17 - O ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM EF EM UMA PERSPECTIVA SEMIÓTICA

hot!
Adicionado em: 25/08/2016
Date modified: 25/08/2016
Tamanho: 221.97 kB
Downloads: 111

MENDES, Diego de Sousa; BETTI, Mauro. O Estágio Supervisionado em Educação Física em uma perspectiva semiótica a partir da produção de imagens: aproximações teórico-conceituais. In: BRUGGEMANN, Angelo Luiz; BIANCHI, Paula; SANTOS, Silvan Menezes dos. Pesquisa e Formação em Mídia-Educação Física. Florianópolis: Tribo da Ilha, p. 205-216, 2016.

RESUMO

O presente artigo busca explorar aspectos conceituais da Teoria Semiótica do filósofo Charles Sanders Peirce para o trabalho de produção e análise de imagens no componente curricular Estágio Supervisionado em Educação Física. Isto porque, a partir de uma compreensão singular da fenomenologia e assentada na lógica da representação, a Semiótica estuda “como são constituídos os fenômenos, o que esses significam e como se fazem representar por meio de diversas linguagens” (SILVA; ROMANINI, 2014, p. 107), explicitando o papel e a função dos signos na comunicação. Sendo assim, acreditamos que o entendimento de como o fenômeno das práticas pedagógicas se constitui, é significado e representado nos estágios em Educação Física possa ajudar na experiência de formação dos futuros professores dessa área, em especial no que diz respeito a capacidade de análise de suas próprias práticas pedagógicas. 

18 - QUEM FOI “MAIS BRASIL” NOS JOGOS OLÍMPICOS  DE LONDRES/2012? 18 - QUEM FOI “MAIS BRASIL” NOS JOGOS OLÍMPICOS DE LONDRES/2012?

hot!
Adicionado em: 25/08/2016
Date modified: 25/08/2016
Tamanho: 485.66 kB
Downloads: 106

LISBÔA, Mariana Mendonça et al. Quem foi “Mais Brasil” nos Jogos Olímpicos de Londres/2012? Enquadramentos do jornalismo esportivo na tv aberta. In: BRUGGEMANN, Angelo Luiz; BIANCHI, Paula; SANTOS, Silvan Menezes dos. Pesquisa e Formação em Mídia-Educação Física. Florianópolis: Tribo da Ilha, p. 217-229, 2016.

RESUMO

Em Londres/2012, pela primeira vez em muitos anos, uma edição dos Jogos Olímpicos (JO) não seria televisionada em sinal aberto no Brasil pela Rede Globo de Televisão, e sim pela Rede Record, detentora de um pacote, que envolveu também os Jogos Olímpicos de Inverno (Vancouver, 2010) e os Jogos Pan-americanos (Guadalajara/2011).

19 - SOBRE OS AUTORES 19 - SOBRE OS AUTORES

hot!
Adicionado em: 25/08/2016
Date modified: 26/08/2016
Tamanho: 123.91 kB
Downloads: 111