Quem será "mais Brasil"?

Quem será "mais Brasil" em Londres 2012?

Enquadramentos no telejornalismo esportivo dos Jogos Olímpicos

Documentos

Ordenar por : Nome | Data | Acessos | [ Descendente ]

09 - "DAY AFTER" 09 - "DAY AFTER"

hot!
Adicionado em: 26/08/2015
Date modified: 26/08/2015
Tamanho: 645.22 kB
Downloads: 255

POFFO, Bianca Natália et al. "Day After": o adeus aos Jogos Olímpicos de Londres/2012 e as boas vindas ao Rio/2016. In: PIRES, Giovani de Lorenzi; LISBÔA, Mariana Mendonça (Org.). Quem será "mais Brasil" em Londres 2012? Enquadramentos no telejornalismo esportivo dos Jogos Olímpicos. Florianópolis: Tribo da Ilha, p. 117-135, 2015.

RESUMO

Durante a realização dos Jogos Olímpicos (JO) de 2012, ficou em evidência o discurso midiático criando uma pauta de agendamento através da cobertura do evento em Londres, em relação às Olimpíadas de 2016 - a ser realizada no Brasil. Diante das citações acima, é possível sentir a aura nacionalista, rodeada de expectativas atreladas ao país sede dos Jogos de 2016, que retrata as “boas-vindas” dedicadas ao Brasil, ao colorido que dominou o estádio olímpico de Wembley, a alegria de sediar um megaevento como este, à preparação que traz consigo desafios “gigantes” e até um tímido espaço para a questão dos altos investimentos e projetos que ainda estão no papel.

01 - CAPA DO LIVRO 01 - CAPA DO LIVRO

hot!
Adicionado em: 26/08/2015
Date modified: 26/08/2015
Tamanho: 528.21 kB
Downloads: 259

03 - PREFÁCIO E APRESENTAÇÃO 03 - PREFÁCIO E APRESENTAÇÃO

hot!
Adicionado em: 26/08/2015
Date modified: 26/08/2015
Tamanho: 592.57 kB
Downloads: 271

PREFÁCIO

CROCOMO, Fernando Antonio. Prefácio. In: PIRES, Giovani de Lorenzi; LISBÔA, Mariana Mendonça (Org.). Quem será "mais Brasil" em Londres 2012? Enquadramentos no telejornalismo esportivo dos Jogos Olímpicos. Florianópolis: Tribo da Ilha, p. 7-10, 2015.

APRESENTAÇÃO

PIRES, Giovani de Lorenzi; LISBÔA, Mariana Mendonça. Apresentação. In: PIRES, Giovani de Lorenzi; LISBÔA, Mariana Mendonça (Org.). Quem será "mais Brasil" em Londres 2012? Enquadramentos no telejornalismo esportivo dos Jogos Olímpicos. Florianópolis: Tribo da Ilha, p. 11-14, 2015.

06 - LUZES, CÂMERAS, AÇÃO 06 - LUZES, CÂMERAS, AÇÃO

hot!
Adicionado em: 26/08/2015
Date modified: 26/08/2015
Tamanho: 654.48 kB
Downloads: 274

PEREIRA, Rogério Santos et al. Luzes, Câmeras, Ação: enquadrando a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos/2012. In: PIRES, Giovani de Lorenzi; LISBÔA, Mariana Mendonça (Org.). Quem será "mais Brasil" em Londres 2012? Enquadramentos no telejornalismo esportivo dos Jogos Olímpicos. Florianópolis: Tribo da Ilha, p. 53-72, 2015.

RESUMO

A cada edição dos Jogos Olímpicos de Verão, a cerimônia de abertura é um dos acontecimentos que mais desperta a expectativa e a atenção do público e da mídia. Por inaugurar oficialmente o evento esportivo mundial, nossa expectativa era a de que a cerimônia de abertura já trouxesse indicativos representativos de como os acontecimentos dos JO/2012 seriam enquadrados pelos telejornais das três principais emissoras televisivas do Brasil: a Rede Record – detentora dos direitos exclusivos de transmissão para a TV aberta brasileira; a Rede Globo – tradicional veiculadora do evento que perdeu a disputa para a aquisição dos direitos televisivos dos JO/2012 para sua a principal concorrente; e a Rede Bandeirantes – outrora conhecida como “o canal do esporte” (anos 1980 e 1990), a emissora possui tradição na cobertura esportiva.

04 - INTRODUÇÃO 04 - INTRODUÇÃO

hot!
Adicionado em: 26/08/2015
Date modified: 26/08/2015
Tamanho: 680.48 kB
Downloads: 276

PIRES, Giovani de Lorenzi. Introdução: situando o problema e os caminhos da pesquisa. In: PIRES, Giovani de Lorenzi; LISBÔA, Mariana Mendonça (Org.). Quem será "mais Brasil" em Londres 2012? Enquadramentos no telejornalismo esportivo dos Jogos Olímpicos. Florianópolis: Tribo da Ilha, p. 15-32, 2015.

RESUMO

Tão logo os Jogos Panamericanos de Guadalajara/2011 foram encerrados, o vice-presidente artístico e de programação da rede Record, Honorilton Gonçalves, concedeu entrevista ao portal UOL e acrescentou mais um agravo ao debate público que a emissora estabeleceu com a Rede Globo de Televisão, desde que obteve os direitos de televisionamento do Pan/2011 para todo o Brasil. Conforme a epígrafe que abre essa Introdução, Gonçalves acusou a Globo de ter escondido, mais que o Pan, o próprio Brasil, dos torcedores brasileiros!