Quem será "mais Brasil"?

Quem será "mais Brasil" em Londres 2012?

Enquadramentos no telejornalismo esportivo dos Jogos Olímpicos

Documentos

Ordenar por : Nome | Data | Acessos | [ Descendente ]

04 - INTRODUÇÃO 04 - INTRODUÇÃO

hot!
Adicionado em: 26/08/2015
Date modified: 26/08/2015
Tamanho: 680.48 kB
Downloads: 323

PIRES, Giovani de Lorenzi. Introdução: situando o problema e os caminhos da pesquisa. In: PIRES, Giovani de Lorenzi; LISBÔA, Mariana Mendonça (Org.). Quem será "mais Brasil" em Londres 2012? Enquadramentos no telejornalismo esportivo dos Jogos Olímpicos. Florianópolis: Tribo da Ilha, p. 15-32, 2015.

RESUMO

Tão logo os Jogos Panamericanos de Guadalajara/2011 foram encerrados, o vice-presidente artístico e de programação da rede Record, Honorilton Gonçalves, concedeu entrevista ao portal UOL e acrescentou mais um agravo ao debate público que a emissora estabeleceu com a Rede Globo de Televisão, desde que obteve os direitos de televisionamento do Pan/2011 para todo o Brasil. Conforme a epígrafe que abre essa Introdução, Gonçalves acusou a Globo de ter escondido, mais que o Pan, o próprio Brasil, dos torcedores brasileiros!

02 - PRÉ-EDITORIAIS 02 - PRÉ-EDITORIAIS

hot!
Adicionado em: 26/08/2015
Date modified: 26/08/2015
Tamanho: 1.42 MB
Downloads: 407

Ficha Catalográfica; Sumário; Apresentação dos autores

07 - A CONQUISTA DE ARTHUR ZANETTI 07 - A CONQUISTA DE ARTHUR ZANETTI

hot!
Adicionado em: 26/08/2015
Date modified: 26/08/2015
Tamanho: 627.89 kB
Downloads: 511

SILVEIRA, Juliano et al. A conquista de Arthur Zanetti e as estratégias da mídia esportiva: um exercício com a teoria do enquadramento. In: PIRES, Giovani de Lorenzi; LISBÔA, Mariana Mendonça (Org.). Quem será "mais Brasil" em Londres 2012? Enquadramentos no telejornalismo esportivo dos Jogos Olímpicos. Florianópolis: Tribo da Ilha, p. 73-90, 2015.

RESUMO

Durante a cobertura jornalística dos Jogos Olímpicos 2012 de Londres um fato curioso nos chamou a atenção: todas as esperanças de medalhas na ginástica artística masculina, criadas e ressaltadas pela mídia, apostavam no ginasta Diego Hypólito, especialmente pelo seu retrospecto de resultados expressivos em competições internacionais. No entanto, ocorreu o não planejado pelo coro das vozes midiáticas: Diego Hypólito não conseguiu classificar-se para as finais e em seu lugar outro atleta despontou: Arthur Zanetti.

05 - ENQUADRAMENTO 05 - ENQUADRAMENTO

hot!
Adicionado em: 26/08/2015
Date modified: 26/08/2015
Tamanho: 811.21 kB
Downloads: 571

SANFELICE, Gustavo Roese. Enquadramento: origens, principais influências e usos do conceito. In: PIRES, Giovani de Lorenzi; LISBÔA, Mariana Mendonça (Org.). Quem será "mais Brasil" em Londres 2012? Enquadramentos no telejornalismo esportivo dos Jogos Olímpicos. Florianópolis: Tribo da Ilha, p. 33-52, 2015.

RESUMO

Nos anos 50 do século XX, um grupo de pesquisadores americanos vindos de diferentes áreas do saber como antropologia, linguística, matemática, sociologia, psiquiatria, entre outros, tomam rumo contrário a teoria matemática da comunicação de Claude Shannon, em vistas de se impor como referência dominante.

10 - CONSIDERAÇÕES FINAIS 10 - CONSIDERAÇÕES FINAIS

hot!
Adicionado em: 26/08/2015
Date modified: 26/08/2015
Tamanho: 908.21 kB
Downloads: 654

LISBÔA, Mariana Mendonça et al. Considerações Finais: em busca de redundâncias e de especificidades. In: PIRES, Giovani de Lorenzi; LISBÔA, Mariana Mendonça (Org.). Quem será "mais Brasil" em Londres 2012? Enquadramentos no telejornalismo esportivo dos Jogos Olímpicos. Florianópolis: Tribo da Ilha, p. 137-153, 2015.

RESUMO

Os Jogos Olímpicos (JO) constituem-se, hoje, em um dos maiores produtos midiáticos de entretenimento, mobilizando grande interesse jornalístico e estratégias publicitárias, que concorrem para viabilização e exploração do espetáculo esportivo. A edição de Londres 2012 (JO/2012), de acordo com dados do Comitê Olímpico Internacional (COI, 2012)1, superou todos os recordes de cobertura e audiência da história dos jogos da Era Moderna.