Artigos publicados em periódicos

Acesso aberto aos artigos publicados pelos integrantes do LaboMídia em 2015.

Documentos

Ordenar por : Nome | Data | Acessos [ Ascendente ]

TICs, mídia-educação e formação de professores: o que anunciam e fazem (?) novas universidades federais da região sul do Brasil TICs, mídia-educação e formação de professores: o que anunciam e fazem (?) novas universidades federais da região sul do Brasil

hot!
Adicionado em: 19/05/2016
Date modified: 19/05/2016
Tamanho: 210.91 kB
Downloads: 512

BIANCHI, Paula. TICs, mídia-educação e formação de professores: o que anunciam e fazem (?) novas universidades federais da região sul do BrasiRevista Tempos e Espaços em Educação, v.8, n.17, set./dez. 2015.

O avanço tecnológico, o aumento da circulação de informações e do acesso às TICs e as diferentes maneiras de interação com as ferramentas tecnológicas interferem nos modos de construção, apropriação e compartilhamento do conhecimento e geram novas demandas ao campo da educação. O texto é um recorte de uma tese de doutorado que investiga, através de estudos de caso, a inserção curricular das TICs na formação de professores de três universidades recém-criadas na região Sul do Brasil. Aqui, são apresentadas as experiências curriculares no âmbito das TICs observadas nos cursos de Pedagogia/UFFS, Ciências da Natureza/UNILA e Educação Física/Unipampa. A metodologia qualitativa utilizada envolveu análise documental, entrevistas e observações diretas para a produção de dados. A pesquisa mostrou que são poucas as experiências envolvendo as TICs, sobretudo na perspectiva crítica e produtiva/expressiva da mídia-educação.

Reflexões sobre a formação de professores, práticas midiáticas e mediações educativas Reflexões sobre a formação de professores, práticas midiáticas e mediações educativas

hot!
Adicionado em: 19/05/2016
Date modified: 19/05/2016
Tamanho: 489.23 kB
Downloads: 543

MEZZAROBA, Cristiano. Reflexões sobre a formação de professores, práticas midiáticas e mediações educativas. Revista Tempos e Espaços em Educação, v.8, n.17, p.191-208, set./dez. 2015

As reflexões presentes neste ensaio teórico têm como cenário as relações entre a formação de professores, tensionada com as práticas midiáticas e as mediações educativas. O exercício pretendido é dar continuidade – tensionando e equilibrando posicionamentos – à discussão bastante atual das tecnologias na educação. Veremos, neste diálogo, que há autores, internacionais e brasileiros, que demonstram certo determinismo otimista em relação aos usos tecnológicos na educação, enquanto outros alertam e questionam quanto aos riscos desses discursos e práticas quando não há reflexão e problematização aprofundada. A discussão inicia-se com um panorama sobre a cultura e a educação no mundo contemporâneo; na sequência, aborda-se a mediação cultural e a mídia-educação; por fim, o debate se encerra dedicando-se à temática da formação de professores, em especial, aos desafios colocados aos profissionais da educação nesse universo das práticas midiáticas.

Por outra Educação Física Escolar: Natureza, Cultura e Experiências na Costa da Lagoa (SC) Por outra Educação Física Escolar: Natureza, Cultura e Experiências na Costa da Lagoa (SC)

hot!
Adicionado em: 19/05/2016
Date modified: 19/05/2016
Tamanho: 176.01 kB
Downloads: 529

MANFROI, M. N.; FERREIRA, J. R. P.; MARINHO, A. Por outra Educação Física Escolar: Natureza, Cultura e Experiências na Costa da Lagoa (SC). Pensar a Prática, Goiânia, v. 18, n. 3, jul./set. 2015. 

Esta pesquisa se desenvolveu em uma escola pública municipal, pertencente a um bairro de Florianópolis (SC), Costa da Lagoa (Costa), no qual o acesso se faz somente por trilhas ou barcos. Parte de uma pesquisa mais ampla, este estudo etnográfico teve como objetivo investigar como ocorrem as aulas de Educação Física na Escola da Costa. Na escola estudada, pela criatividade do professor e a adesão das crianças, o próprio cenário da comunidade e da escola tornam-se espaços desafiadores para novas aprendizagens. O professor de Educação Física, ao planejar as aulas, envolve os recursos ofertados pela própria comunidade e pela natureza, ampliando a concepção de Educação Física escolar e de cultura corporal.

PESQUISA EM MÍDIA-EDUCAÇÃO (FÍSICA): PESQUISA EM MÍDIA-EDUCAÇÃO (FÍSICA):

hot!
Adicionado em: 25/06/2015
Date modified: 25/06/2015
Tamanho: 298.17 kB
Downloads: 671

LEIRO, Augusto Cesar Rios; RIBEIRO, Sérgio Dorenski Dantas. Pesquisa em Mídia-Educação (Física): desafios formativos. Caderno de Formação RBCE, Florianópolis, v. 5, n. 2, p. 14-25, 2014.

RESUMO

O texto em tela apresenta uma rica e relevante experiência acadêmica, desenvolvida na ambiência escolar que tematizou a mídia nas aulas de Educação Física. A perspectiva qualitativa e a pesquisa-formação constituíram-se nas referências teóricas substantivas. Observação participante, diário de campo e entrevistas semiestruturadas com jovens de uma escola pública, no interior de Sergipe, foram os procedimentos metodológicos. O período de março de 2012 a março de 2013 constituiu-se no tempo dedicado à produção midiática dos/com os sujeitos de diálogo. A experiência investigativa, notadamente a criação de um jornal e de vídeos, proporcionou aos voluntários da pesquisa uma tomada de consciência acerca da possibilidade de protagonizar o fazer midiático, bem como uma re‡exão esclarecida e autônoma sobre o entrecruzamento de educação e mídia.

O papel da mídia sergipana nas estratégias de agendamento na mobilização da dialética global-local a partir de uma situação concreta: as Olimpíadas/2012. O papel da mídia sergipana nas estratégias de agendamento na mobilização da dialética global-local a partir de uma situação concreta: as Olimpíadas/2012.

hot!
Adicionado em: 19/05/2016
Date modified: 19/05/2016
Tamanho: 280.03 kB
Downloads: 563

MEZZAROBA, Cristiano et al. O papel da mídia sergipana nas estratégias de agendamento na mobilização da dialética global-local a partir de uma situação concreta: as Olimpíadas/2012. Motrivivência, v. 27, n. 44, p.64-78, 4 maio 2015. Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). DOI: 10.5007/2175-8042.2015v27n44p64. 

Com os megaeventos esportivos acontecendo no Brasil (Jogos Pan-americanos 2007; Copa das Confederações 2013; Copa do Mundo 2014 e Olimpíadas/Paraolimpíadas 2016), visualizamos um período profícuo e instigador para pesquisas em torno deste objeto, concentrando nosso olhar para as Olimpíadas de Londres/2012. A exaltação do fenômeno esportivo trouxe, nesta pesquisa, as diversas faces que a mídia pode apresentar-se e associar-se (no tocante à economia, cultura, política, educação etc.). Nosso objetivo foi analisar como a mídia no estado de Sergipe antecipou e deu visibilidade às Olimpíadas/2012, construindo um “agendamento midiático-esportivo”, a partir da estratégia da mobilização da dialética global-local. De cunho qualitativo e de caráter descritivo-exploratório, a pesquisa desenvolveu-se em três eixos: mídia impressa, digital e televisiva – que permitiram evidenciar a baixa efetivação da estratégia de agendamento e da dialética global-local, seja em virtude do amadorismo das entidades jornalísticas, seja, principalmente, sergipanos na competição.