Artigos publicados em periódicos

Acesso aberto aos artigos publicados pelos integrantes do LaboMídia em 2013.

Documentos

Ordenar por : Nome | Data | Acessos [ Descendente ]

Saúde e Mídia na Modernidade Líquida Saúde e Mídia na Modernidade Líquida

hot!
Adicionado em: 12/09/2013
Date modified: 19/09/2013
Tamanho: 227.11 kB
Downloads: 1462

CAETANO, Angélica. Saúde e Mídia na Modernidade Líquida: para pensar os desafios da Educação Física escolar. Praxia, UEG, Goiânia, v. 1, n. 2, p. 180-191, 2013.

RESUMO

Viver com saúde (ou aparentar ser saudável) é hoje, mais do que nunca, uma preocupação que perpassa todos os segmentos da sociedade, inclusive os interesses de órgãos públicos e privados. Esta preocupação atravessa diferentes faixas etárias, classes sociais e gêneros e se apóia cada vez mais nos meios de comunicação de massa como principal conselheiro moderno. A Educação Física precisa se atentar e problematizar os discursos que envolvem essa temática em prol de uma formação crítica. Este ensaio tem como objetivo discursar sobre a relação saúde e ciência, contextualizando o desenrolar desta crença para os meios de comunicação na contemporaneidade, apoiando-se nas anotações do sociólogo Bauman.

Mídia-Educação e suas interfaces. Mídia-Educação e suas interfaces.

hot!
Adicionado em: 17/09/2013
Date modified: 17/09/2013
Tamanho: 251.31 kB
Downloads: 1228

MEZZAROBA, Cristiano; GARCIA, Luciana Carolline Pina; DORENSKI, Sérgio. Mídia-Educação e suas interfaces com a Educação Física: Algumas experiências do LaboMidia/UFS. Praxia, UEG, Goiânia, v. 1, n. 2, p. 118-130, 2013.

RESUMO:

Neste texto, caracterizado como um relato de experiência, apresentamos um panorama teórico em torno das questões relacionadas à mídia-educação e as aproximações que estão sendo realizadas no âmbito da formação inicial e continuada em Educação Física (EF), especialmente no contexto do Grupo LaboMidia da Universidade Federal de Sergipe (UFS). Desde 2007, com seu surgimento, vem se consolidando regionalmente e trabalhando de maneira interdisciplinar, em torno da formação de professores de EF, tendo no referencial da mídia-educação um de seus balizadores.

Da realidade em jogo ao jogo na realidade Da realidade em jogo ao jogo na realidade

hot!
Adicionado em: 17/09/2013
Date modified: 17/09/2013
Tamanho: 203.89 kB
Downloads: 2719

JUNIOR, Gilson Cruz. Da realidade em jogo ao jogo na realidade: os games como baluartes da mudança social. Praxia, UEG, Goiânia, v. 1, n. 2, p. 174-179, 2013.

RESUMO:

Essa resenha descreve e analisa o livro escrito por Jane McGonigal, intitulado "A realidade em jogo: por que os games nos tronam melhores e como eles podem mudar o mundo", e publicado em 2012 pela editora BestSeller. Trata-se de uma obra que defende uma hipótese relativamente ousada e controversa: muito mais do que formas de entretenimento, os games são capazes de desencadear transformações sociais significativas, e no futuro contribuirão para solução de vários problemas globais.

 

Entre as mídias e o urbano Entre as mídias e o urbano

hot!
Adicionado em: 17/09/2013
Date modified: 17/09/2013
Tamanho: 473.05 kB
Downloads: 1096

PEREIRA, Rogério Santos; Et al. Entre as mídias e o urbano: polifonia e agendamento da Copa do Mundo da FIFA 2014 na cidade de Florianópolis. Praxia, UEG, Goiânia, v. 1, n. 2, p. 131-151, 2013.

RESUMO: 

Esta pesquisa objetivou investigar os modos de agendamento para a Copa do Mundo da FIFA de 2014, a realizar-se no Brasil, a partir de uma etnografia na cidade de Florianópolis – SC. O campo, denominado “Triângulo Nervoso”, teve como limite espacial o centro da cidade e temporal o período de realização da Copa do Mundo da FIFA na África do Sul (2010). Ao se considerar a hipótese de que a referida Copa poderia servir de alavanca para a publicização da Copa no Brasil, tomamos como objeto as “mídias urbanas” (outdoors, vitrines, panfletos, etc.) além dos diversos discursos citadinos. Tal polifonia aponta para um “não agendamento”, haja vista a “mudez” da urbe sobre a temática.

LOS PROGRAMAS UNA COMPUTADORA POR NIÑO EN BRASIL Y URUGUAY LOS PROGRAMAS UNA COMPUTADORA POR NIÑO EN BRASIL Y URUGUAY

hot!
Adicionado em: 03/10/2013
Date modified: 03/10/2013
Tamanho: 470.18 kB
Downloads: 1218

PIOVANI, Veónica Gabriela Silva; PIRES, Giovani de Lorenzi. Los programas una computadora por niño en Brasil y Uruguay: estudio de casos. Revista Actualidades Investigativas en Educación, Costa Rica, v. 13, n. 3, p. 1-32, Set-Dec/2013.

RESUMO

El presente artículo tuvo como objetivo analizar cómo se está produciendo el proceso de inclusión de los programas Una computadora por niño en tres escuelas diferentes (una brasileña y dos uruguayas) y evaluar algunas posibilidades pedagógico-metodológicas del uso de las laptops en la Educación Física (EF) escolar. Fue realizado un estudio de caso, para esto, fue aplicado un cuestionario a la población estudiantil y fue realizada una propuesta metodológica de intervención pedagógica en la EF. A través de esta, fue creada una unidad didáctica sobre el contenido Juegos de la cultura popular, con apoyo de la laptop; integrada de forma paralela entre las escuelas uruguayas y la brasileña. Para el estudio de los resultados, fueron utilizados la estadística descriptiva y el análisis de contenido. Estos revelaron la necesidad de enfrentar los desafíos técnicos y de infraestructura relacionados con las escuelas y las laptops; así como de calificar el acceso a los computadores por parte del estudiantado, profundizando las acciones de formación docente vinculada a la práctica, de acuerdo con las realidades de las escuelas. También, es necesario modificar algunas prácticas curriculares que no favorecen el uso de las laptops en las propuestas pedagógicas de la disciplina EF y que existen posibilidades ofrecidas por las laptops que fomentan la participación, curiosidad y creación de los estudiantes en su aprendizaje. Se concluye que es preciso repensar y reelaborar las políticas públicas relacionadas con la inclusión de las tecnologías en la educación, desde una perspectiva que busque aprovecharlas para la consecución de fines sociales y educativos.