O Repositório Institucional Vitor Marinho

cumpre um papel de múltiplas possibilidades para o Esporte, o Lazer e a Educação Física. Reúne, preserva, organiza e disponibiliza a produção científica da Rede CEDES. Opera como ferramenta de gestão, com o registro e o monitoramento das ações dos Centros de Desenvolvimento de Pesquisas em Políticas de Esporte e Lazer da Rede CEDES, e dos apoios independentes que a Rede faz a eventos, publicações, distribuição de livros e financiamento de periódicos científicos da área. Nestas funções, o Repositório Institucional Vitor Marinho dá visibilidade a estes conhecimentos e oferece informações e transparência aos atos da gestão pública no âmbito da Secretaria Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social (SNELIS) do Ministério do Esporte.

Acesse o Repositório Institucional Vitor Marinho | RIVM e suas comunidades:

Uma homenagem ao Prof. Vitor Marinho

Por decisão dos pesquisadores e gestores da Rede CEDES/SNELIS/Ministério do Esporte, reunidos no Seminário Nacional da Rede CEDES - 10 anos de produção (Brasília/DF, 30/9 e 01/10/2013), o então denominado Repositório Institucional da Rede CEDES passou a chamar-se Repositório Institucional Vitor Marinho. Com essa decisão, presta-se uma homenagem a um dos principais construtores do pensamento pedagógico brasileiro no campo da Educação Física, além de militante político e cultural. Vitor Marinho de Oliveira nasceu no Rio de Janeiro, em 1943 e faleceu, aos 70 anos de idade, no dia 7 de setembro de 2013. Foi licenciado em Educação Física pela UFRJ (1969), mestre (1981) e doutor (1993) em Educação pela UFRJ. Foi professor de vários colégios e universidades públicas e privadas, com intensa atuação na graduação e na pós-graduação. Entre as principais obras que escreveu destacam-se: O que é Educação Física (lançado em 1983, pela Brasiliense, que teve mais de 20 reimpressões e uma 2ª edição, acrescida de posfácio, publicada em 2011); Educação Física Humanista (publicada originalmente em 1985 pela Ao Livro Técnico, que teve uma 2ª edição pela Shape Editora, em 2010); Consenso e Conflito da Educação Física Brasileira (publicado pela Papirus em 1994, com 2ª edição em 2012, pela Autores Associados) e O Esporte Pode Tudo (Cortez, 2010).